SEMANA DE ENFERMAGEM 2016


img_9919De 9 a 15 de maio, O Hospital Adventista de Manaus realizou a semana de enfermagem. Neste ano, o Foco da semana foi para o combate ao tromboembolismo venoso (TEV) e embolia pulmonar.    A campanha tem como objetivo reduzir os casos de tromboembolismo venoso (TEV), doença que é resultado da presença de um coágulo sanguíneo que, em veias profundas, pode ser grave. De acordo com a enfermeira Kérzia Lima,  coordenadora do Serviço de Enfermagem do HAM, “A programação da semana de enfermagem deste ano tem como objetivo fortalecer a implantação do protocolo de TEV na instituição. Nós demos início ao protocolo em outubro de 2015, pois Sabemos que o TEV  é um dos eventos relacionados à assistência que mais vem preocupando as instituições relacionadas à segurança do paciente”.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular, no Brasil, a incidência da doença entre pessoas de 70 a 79 anos é de 500 casos para 100 mil indivíduos. Dados da literatura médica apontam ainda que, anualmente, um terço das 200 mil mortes por tromboembolia venosa nos Estados Unidos ocorre após cirurgias. E que surgem, por ano no Brasil, cerca de 180 mil novos casos.

A campanha faz parte de uma série de iniciativas do hospital para garantir ainda mais a segurança assistencial, seguindo normas e protocolos internacionais para gerenciar e reduzir os casos de TEV no hospital.  “A prevenção da TEV é uma das principais estratégias para melhorar a segurança do paciente. A doença é totalmente evitável e queremos reforçar isso”, afirma o Dr. Paulo Ferreira, coordenador das unidades de internação (UTI).

A semana foi encerrada com a palestra da convidada, Dra. Ana Tereza Cavalcante, pneumologista da Universidade Federal da Bahia (UFBA) que atualmente coordena pela SBPT o grupo de sociedades médicas participantes da atualização para a Diretriz Brasileira de Profilaxia de TEV em Pacientes Clínicos. Atua na área de Pneumologia e Medicina Baseada em Evidências, com ênfase em Pesquisa Clínica em Tromboembolismo Venoso e Tabagismo.

A palestra teve como tema o tromboembolismo venoso no paciente hospitalizado. “Embora pareça evidente a necessidade de prevenirem estes eventos mórbidos, em todo e qualquer paciente hospitalizado, alguns fatos importantes devem ser considerados na decisão do médico para a instituição de profilaxia antitrombótica”, explica.