Nota de Esclarecimento Público


Manaus, 14 de Janeiro de 2021

O Hospital Adventista de Manaus atua há 42 anos no Amazonas com a missão de salvar vidas. Este desafio tornou-se exponencialmente mais intenso nos últimos meses, quando o mundo inteiro sofre com a pandemia da Covid-19. Mesmo diante de uma crise inédita e imprevisível, o HAM vem executando com total dedicação seu plano de contingência para enfrentamento da pandemia de COVID-19, ampliando suas estruturas ao limite máximo de suas possibilidades, tendo dobrado sua capacidade de leitos de internação, número de leitos de UTI e leitos clínicos para atendimento exclusivo a pacientes em tratamento da COVID-19A.
Portanto, ciente de seu papel, em respeito aos seus clientes, parceiros comerciais e a toda a sociedade amazonense, o Hospital Adventista de Manaus vem tornar público e oficial a seguinte decisão técnica e administrativa:
CONSIDERANDO o compromisso contratual que possui com seus clientes e conveniados dos planos de saúde que necessitam e frequentemente utilizam nossos serviços;
CONSIDERANDO que para execução de suas atividades essenciais e plano de contingência também depende de empresas terceirizadas e prestadores de serviços, tais como serviços médicos, mão de obra de manutenção especializada, indústria farmacêutica e fornecimento de Oxigênio e outros gases nobres, todos estes sendo utilizados para prestação de serviços ao paciente;
CONSIDERANDO que atualmente um dos principais insumos para tratamento determinado em protocolos clínicos para pacientes de COVID-19 é o Oxigênio e que a empresa terceirizada não tem conseguido suprir a demanda suficiente para atender os pacientes internados, fato este já divulgado pela imprensa local e nacional, inclusive com reconhecimento pelo Decreto N. 43.282 de 14 de Janeiro de 2021 do Governo do Estado do Amazonas que restringe a circulação de pessoas em espaços e vias públicas, motivado este pela falta de Oxigênio nos hospitais;
CONSIDERANDO a responsabilidade do Hospital Adventista em promover esforços visando a manutenção da vida dos pacientes internados e clientes que chegam à sua unidade hospitalar;
INFORMAMOS AOS CLIENTES E CONVÊNIOS DE PLANOS DE SAÚDE VINCULADOS AO HOSPITAL ADVENTISTA DE MANAUS a SUSPENSÃO MOMENTÂNEA dos atendimentos de Urgência/ Emergência no Setor de Pronto Atendimento, por período indeterminado, a partir do dia 14 de Janeiro de 2021, às 18h00min.
Apesar de todas as medidas tomadas para evitar este protocolo, esta tornou-se uma decisão inevitável, pautada nas possibilidades e condições de atendimento aos pacientes já internados.
Esta não é uma batalha exclusiva: o Hospital Adventista está ao lado de todos os demais profissionais, instituições de saúde, autoridades e sociedade civil amazonense, exercendo sua parte incansavelmente. O HAM prosseguirá na busca de soluções para normalizar o atendimento o mais breve possível.
Vale ressaltar o quão fundamental é que a população ajude as instituições e trabalhadores da área da saúde, cumprindo os protocolos de prevenção e distanciamento social orientados pelo Ministério da Saúde para prevenção da COVID-19.
O Hospital Adventista de Manaus tem trabalhado com seriedade e responsabilidade no enfrentamento desta pandemia. Sua credibilidade e experiência são direcionadas para ajudar e curar pessoas em todo tempo, em qualquer circunstância. É nisso que o o Hospital Adventista de Manaus tem colocado todos os seus esforços e esperanças.

Hospital Adventista de Manaus