8 Remédios da Natureza / Alimentação saudável


Você já deve ter ouvido falar sobre os 8 remédios da natureza. Já é comprovado pela medicina que tudo aquilo que afeta o corpo também poderá afetar a mente. O Hospital Adventista de Manaus tem como visão promover a saúde de forma integral, por isso queremos reforçar sobre cada um desses remédios, para o que servem, e como eles contribuem para a saúde física, emocional e espiritual de cada indivíduo. Na matéria de hoje, vamos explanar sobre os benefícios de uma alimentação saudável.

O impacto que a alimentação traz à saúde não se restringe à estética, ou à uma única parte do corpo, tanto quando se fala em benefícios ou malefícios. A alimentação saudável faz parte de um estilo de vida, o qual tem em si escolhas alimentares coerentes, alinhadas à prática de exercícios físicos, repouso adequado, ingestão proporcional de água, além de equilíbrio emocional e confiança espiritual.

Assim, a alimentação poderá agir, em sua máxima possibilidade, no corpo de quem a aplica, reduzindo as chances de acontecerem o aparecimento de doenças crônicas. Ainda que estas façam parte da genética do indivíduo, proporcionando maior resistência às doenças, como gripes, infecções, dentre outras.

Segundo a gestora do setor de Nutrição do Hospital Adventista de Manaus, Kelly Barboza, os alimentos mais indicados são aqueles menos processados até chegar ao consumo final, como trituração, refinação, adição de substâncias que prolonguem a validade do produto, ou que melhorem suas características, como maciez, cor e sabor.

Recomenda-se o consumo de frutas íntegras, ou seja, inteiras e não em forma de sucos coados, hortaliças direto da horta, vegetais frescos e da estação, preparações simples e isentas de excessos de farinhas e féculas, gorduras, leites e açúcares adicionados, sujeitos a altas temperaturas. Enfim, quanto mais naturais, livres de defensivos agrícolas, maior a quantidade e disponibilidade dos nutrientes para quem os consome.

Muitos se questionam sobre quantas refeições fazer ao dia, o que, e em que quantidade se alimentar. A reposta é simples, é fundamental ter ciência da rotina de cada pessoa, suas necessidades físicas, bioquímicas, metabólicas, conhecer suas alergias, intolerâncias e aversões alimentares, e como se comporta o corpo do indivíduo em relação ao alimento.

Por isso, a melhor maneira para ter certeza de estar consumindo uma alimentação saudável é através de um plano alimentar orientado por um nutricionista e elaborado de forma individual. Contudo, orientações gerais de alimentação saudável são dadas a todos que não têm alguma restrição alimentar.